EM NOME DA LUZ

Arthur Streeton, Early Summer Gorse in Bloom, 1888
Arthur Streeton, Tojo do início do verão em flor, 1888

.

EM NOME DA LUZ

perdoa, perdoa tudo.
em nome das manhãs frescas
dos dias quentes, em nome das ervas
que são ervas mas valem
o teu poema, em nome das prístinas vozes
dos pássaros que se assenhoreiam da terra,
em nome da luz

perdoa. perdoa tudo

11 de maio de 2022

VOU CONTAR-TE

woman-7136446_1920
Fotografia de Роман Когомаченко (Pixabay)

.

VOU CONTAR-TE

vou contar-te:
agora mesmo
a minha pele arrepiou-se
ao sentir a luz
e quando deslizou sobre
as palmas floridas
da citronela
e depois ao escutar no quarto
o ranger da madeira
na velha escrivaninha

um segredo:
de repente
descobri que vivia

25 de abril de 2021